Índice de ações europeias fecha em leve queda pressionado por resultados corporativos

quarta-feira, 22 de abril de 2015 16:25 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações da Europa fechou em leve queda nesta quarta-feira, com resultados corporativos pressionando o mercado.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou em queda de 0,02 por cento, aos 1.628 pontos.

Os grupos de luxo Richemont e Kering chegaram a liderar as perdas, depois que a Richemont alertou que seu lucro líquido para o ano cairá 36 por cento e as vendas da Kering recuaram mais do que o esperado.

A Kering fechou em queda de 3,88 por cento, enquanto a Richemont encerrou em alta de 0,84 por cento, depois de ter caído quase 3 por cento na mínima do dia. A empresa finlandesa de elevadores Kone também perdeu 5,3 por cento após alertar para incertezas em seu principal mercado, a China, e apresentar lucro mais fraco que o esperado.

A rede supermercados britânica Tesco recuou mais de 5 por cento, após divulgar seu pior prejuízo da sua história.

"Estou vendido nos mercados aqui. Há muitos fatores negativos chegando juntos, como os resultados fracos e as contínuas preocupações com a Grécia", disse o gerente de fundos da Clairinvest Ion-Marc Valahu.

Entre ganhadores, destaque para as ações da Volvo que subiram 15 por cento, depois que a empresa nomeou o chefe da Scania, de propriedade da Volkswagen, como seu presidente-executivo.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,49 por cento, a 7.028 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,60 por cento, a 11.867 pontos.   Continuação...