April 22, 2015 / 8:39 PM / 2 years ago

Dólar testa barreira de R$3 e fecha em queda à espera do resultado da Petrobras

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira, influenciado por operações pontuais, enquanto os investidores aguardavam a divulgação do balanço auditado da Petrobras e permaneciam atentos a votação de medidas importantes no Congresso Nacional.

O dólar chegou a romper a barreira dos 3 reais durante a sessão, sendo cotado a 2,9969 reais na mínima, mas o movimento não se sustentou.

"A barreira dos 3 reais ainda é um pouco mais difícil de romper e quando chega nesse nível acaba atraindo compra", disse o gerente de câmbio da Correparti João Paulo De Gracia Correa.

O dólar encerrou a sessão cotado a 3,0083 reais na venda, em queda de 0,63 por cento. Desde 4 de março, quando encerrou a 2,9807 reais, o dólar não fecha abaixo de 3 reais.

Na máxima da sessão, o dólar foi negociado a 3,1023 reais.

Segundo dados da BM&FBovespa, o giro financeiro ficou em torno de 1,7 bilhão de dólares.

"O mercado está mais estável e o movimento da sessão reflete operações pontuais de entrada que fizeram o dólar cair", disse o diretor de câmbio do Banco Paulista, Tarcísio Rodrigues.

O mercado aguardava a divulgação dos resultados auditados do terceiro e quarto trimestres do ano passado da Petrobras, previsto para após o fechamento dos mercados nesta quarta-feira.

"O foco hoje deve ser sobre a divulgação do fortemente esperado resultado da Petrobras e as estimativas de custo dos problemas de corrupção", informou o Scotiabank em relatório enviado a clientes.

Além da expectativa pelos resultados da Petrobras, o mercado acompanhava ainda a votação de medidas importantes no Congresso Nacional. A Câmara dos Deputados deve analisar os destaques ao projeto da terceirização ainda nesta quarta-feira, enquanto o Senado Federal deve analisar projeto sobre a indexação da dívida de Estados e municípios.

"O dia está bem recheado de situações locais que ajudam a manter cautela", disse o economista da Tendências Consultoria Silvio Campos Neto.

No mercado externo, a moeda norte-americana rondava a estabilidade em relação a uma cesta de moedas.

Nesta manhã, o BC brasileiro vendeu a oferta integral de até 10,6 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 4 de maio, equivalentes a 10,115 bilhões de dólares. Até o momento, a autoridade monetária já rolou cerca de 71 por cento do lote total.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below