Plano de investimento em expansão da Rumo ALL deve superar R$7 bi até fim de 2019

quinta-feira, 23 de abril de 2015 12:44 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Rumo ALL RUMO3.SA anunciou nesta quinta-feira que seu plano de investimentos após a fusão da Rumo Logística com a América Latina Logística contempla 2,8 bilhões de reais em expansão de operações até o final de 2016 e mais 4,6 bilhões de 2017 até o fim de 2019.

Com a conclusão dos investimentos no curto prazo, a companhia projeta crescimento de 500 milhões de reais no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), que deve chegar a entre 2,1 bilhões e 2,2 bilhões de reais até o final do ano que vem.

As iniciativas do plano de 18 meses têm início imediato e geram valor independente da extensão do prazo da concessão da ferrovia, com foco no aumento de eficiência operacional e na redução de custos, disseram executivos da empresa em teleconferência com analistas e investidores nesta quinta-feira.

O plano prevê a substituição ou reforma de locomotivas, vagões e recuperação de vias, gerando ganhos de volume transportado pela maior eficiência, e inclui a melhoria dos acessos dos portos de Santos e Paranaguá.

Segundo o vice-presidente financeiro da Rumo ALL, José Cezário Sobrinho, as projeções da companhia indicam que, a partir de 2017, findo o primeiro ciclo de investimentos de curto prazo, já haverá geração positiva de caixa, levando em conta os resultados e a maturação do investimento desse primeiro ciclo.

"Vamos batalhar para conseguir aumentar a capacidade, retirar restrições e gargalos, melhorar o processo de recepção no porto, para que a gente possa atender também essa demanda que existe no mercado de açúcar", disse o diretor-presidente da companhia, Julio Fontana, em teleconferência com analistas.

No longo prazo, em que os projetos de expansão são condicionados à extensão do prazo da concessão da ferrovia, o foco da empresa está no aumento de capacidade, afirmaram os executivos.

Com os 4,6 bilhões de reais investidos em expansão até o final de 2019, o crescimento do Ebitda é projetado em 1,1 bilhão de reais, alcançando entre 3,3 bilhões e 3,5 bilhões de reais com a conclusão dos investimentos.   Continuação...