S&P diz que ratings e perspectiva da Petrobras não são afetados por balanço

quinta-feira, 23 de abril de 2015 19:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Standard & Poor's informou nesta quinta-feira que o rating "BBB-" e a perspectiva negativa atribuídos à Petrobras não foram imediatamente afetados pela divulgação das demonstrações contábeis auditadas da estatal de 2014.

"Nosso cenário-base já incorporava esta ação para evitar o potencial descumprimento da cláusula contratual restritiva ('covenant') de divulgação das demonstrações financeiras auditadas", afirmou a S&P.

A Petrobras divulgou na noite de quarta-feira prejuízo de 21,6 bilhões de reais no ano passado, após contabilizar perdas de 6,2 bilhões de reais por corrupção e reduzir em mais de 44 bilhões de reais o valor de seus ativos.

Se a estatal não divulgasse os resultados pelo menos até o final de maio, poderia ter vencimentos antecipados da dívida por credores.

A agência de classificação de risco que disse que as baixas de ativos de 50,8 bilhões de reais, contabilizadas no balanço de 2014, "são ajustes contábeis sem efeito-caixa e que não enfraquecem os índices principais de alavancagem e de fluxo de caixa da empresa".

Segundo a S&P, a perspectiva negativa para a Petrobras continua a refletir as incertezas de médio prazo quanto à capacidade da empresa de elevar a produção e, consequentemente, desalavancar seu balanço.

A Petrobras informou nesta quinta-feira que a redução do endividamento será prioridade no novo plano de investimento da empresa, a ser divulgado nos próximos 30 dias.

"Nossos ratings da Petrobras continuam a refletir nossa visão de probabilidade 'muito alta' de a empresa receber suporte extraordinário do governo brasileiro em tempo hábil em cenários de estresse financeiro", afirmou.

Já a perspectiva também incorpora incertezas relacionadas às investigações de corrupção, potenciais multas e a capacidade de a empresa de recuperar integralmente seu acesso aos mercados de capitais de modo a cobrir suas necessidades.

(Por Roberto Samora)