China diz que elevará suporte de política para a economia

sexta-feira, 24 de abril de 2015 08:24 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China fará mais para impulsionar sua economia uma vez que suas autoridades ainda tem espaço para aumentar o suporte, disse nesta sexta-feira uma autoridade sênior da principal entidade de planejamento econômico do país.

Li Yangzhe, chefe do escritório de operação econômica da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, disse que a China está confiante de que pode manter seu crescimento econômico em um nível razoável.

A economia expandiu a uma mínima de seis anos de 7 por cento no primeiro trimestre.

"Com o atual crescimento econômico flutuando, haverá um esforço maior para ajustar as políticas econômicas", disse Li a repórteres.

"Haverá um esforço maior para estabilizar o crescimento."

Outras autoridades da Comissão na entrevista reconheceram que a economia enfrenta obstáculos consideráveis, que segundo elas aumentaram desde junho do ano passado.

Elas disseram que a desaceleração do crescimento na produção industrial, queda dos lucros industriais, persistente deflação ao produtor bem como a desaceleração nas exportações e investimento industriais são os principais pontos de pressão.

Mas deixaram claro que a China tem os meios para estabilizar sua economia, e que a atividade não está tão fraca como alguns temem.

(Reportagem de Koh Gui Qing)

 
Bandeira chinesa vista em Pequim.  21/11/2014 
REUTERS/Kim Kyung-Hoon