Vale escolhe Barclays para assessorar venda de ativos na Austrália, dizem fontes

segunda-feira, 27 de abril de 2015 08:22 BRT
 

MELBOURNE/LONDRES (Reuters) - A Vale escolheu o Barclays para assessorá-la na venda de alguns ou todos os seus ativos de carvão na Austrália, disseram duas fontes próximas do tema nesta segunda-feira, em um momento em que a companhia busca levantar dinheiro para superar a derrocada do preço das commodities.

A empresa precisa de capital para continuar desenvolvendo uma mina de minério de ferro gigante na Amazônia, após seus resultados serem afetados pela queda de preços da maioria de seus produtos mais importantes, liderada pelos do minério de ferro.

"O presidente-executivo está orientado para o Brasil, então eles podem vender tudo. Eles têm exposição mínima (na Austrália)", disse uma das fontes, se recusando a ser identificada já que o assunto ainda é privado.

Murilo Ferreira foi nomeado presidente-executivo da Vale em maio de 2011. Seu antecessor, Roger Agnelli, era focado em expansão fora do Brasil.

Os ativos de carvão da Vale na Austrália incluem a mina Carborough Downs e os projetos Belvedere e Eagle Downs em Queensland.

A Vale é também controladora da mina Integra em New South Wales e dona de 50 por cento da mina Isaac Plains em Queensland, ambas nas quais declarou "care and maintenance" devido à queda dos preços de carvão.

Porta-vozes da Vale na Austrália, sede das operações globais de carvão da empresa, não responderam telefonemas ou e-mails nesta segunda-feira.

A Vale vendeu no ano passado uma fatia em seu projeto de carvão em Moçambique para a japonesa Mitsui por 763 milhões de dólares.

(Por Sonali Paul e Freya Berry)

 
Sede da Vale no centro do Rio de Janeiro.  21/08/2014   REUTERS/Pilar Olivares