Hypermarcas prevê aumento de preços de produtos de consumo em julho

segunda-feira, 27 de abril de 2015 12:19 BRT
 

Por Luciana Bruno

SÃO PAULO (Reuters) - A Hypermarcas prevê novo aumento dos preços dos produtos de sua divisão de consumo em julho, após reajuste médio de 8 por cento promovido em abril, disse nesta segunda-feira o presidente-executivo da companhia, Claudio Bergamo.

O executivo disse em teleconferência com analistas que o tamanho do novo aumento dependerá do patamar no qual o câmbio se estabilizar. "Ao longo do trimestre vamos ter uma melhor visibilidade disso", declarou.

Bergamo também disse que a indústria repassará integralmente o aumento do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os cosméticos. "Toda a indústria fará o repasse integral do valor do IPI para o preço dos produtos. No nosso caso, o principal impacto é nos esmaltes, onde somos líderes", declarou.

De acordo com o executivo, o preço médio dos esmaltes vendidos pela companhia é de 3,50 reais, valor que deve ficar em 4 reais após os reajustes. "O impacto deve ser pequeno na demanda", declarou Bergamo, acreditando que o efeito será maior em empresas concorrentes com preços mais altos para esse produto.

A companhia de medicamentos e produtos de consumo anunciou na sexta-feira que teve lucro líquido de 90,7 milhões de reais no primeiro trimestre deste ano, praticamente em linha com o resultado do ano anterior.

A Hypermarcas, que um ano antes teve lucro de 90,2 milhões de reais, disse que o resultado teve impacto do aumento do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que elevou suas despesas em 14 milhões de reais no período.