MAN, da VW, tem prejuízo com forte queda da demanda no Brasil

terça-feira, 28 de abril de 2015 09:22 BRT
 

(Reuters) - A montadora alemã de caminhões MAN teve prejuízo líquido no primeiro trimestre, atingida por uma queda na demanda no Brasil, e disse esperar que as condições de mercado no país continuem difíceis até pelo menos a metade do ano.

A companhia controlada pela Volkswagen disse nesta terça-feira que as vendas de caminhões no Brasil despencaram 51 por cento no trimestre com o enfraquecimento da economia local, enquanto as encomendas caíram 49 por cento.

O Brasil, junto a outros países na América Latina, respondeu por cerca de um quinto das receitas da MAN no ano passado.

O desempenho ruim representa um desafio para a Volkswagen, que busca combinar a MAN com a unidade sueca Scania para criar uma fabricante global de caminhões para competir com a líder do setor, a Daimler.

Mais cedo nesta terça-feira, a Daimler disse que o lucro trimestral em seu negócio de caminhões aumentou em mais da metade com o crescimento na América do Norte mais do que compensando a fraqueza no Brasil.

A MAN não tem presença na América do Norte.

"Não há sinais de uma recuperação ainda no Brasil e a situação lá continua difícil com consequências diretas para nossas atividades de negócios na América do Sul", disse o presidente-executivo da MAN, Georg Pachta-Reyhofen.

A MAN teve prejuízo líquido de 10 milhões de euros no trimestre encerrado em 31 de março, ante lucro de 28 milhões de euros no mesmo período do ano anterior.

O lucro operacional teve queda de 50 por cento, para 34 milhões de euros.   Continuação...