Duratex tem queda de 57,5% no lucro do 1º tri com piora nas margens

terça-feira, 28 de abril de 2015 09:45 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de insumos para a construção civil e marcenaria Duratex teve queda de 57,5 por cento do lucro líquido de janeiro a março ante igual período do ano anterior, afetada por menores margens operacionais e maior despesa financeira com o aumento das taxas de juros, informou nesta terça-feira.

O lucro líquido da empresa somou 68,5 milhões de reais no primeiro trimestre. O lucro líquido recorrente ficou no mesmo valor, com queda de 47,8 por cento ante igual período do ano anterior.

Por sua vez, o lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou 258 milhões de reais de janeiro a março, uma baixa de 25,5 por cento contra igual período de 2014.

A Duratex teve piora tanto em sua margem Ebitda ajustada, que passou a 21,4 por cento no primeiro trimestre, ante 25,8 por cento um ano antes, quanto na margem bruta, que passou a 29,6 por cento ante 34,1 por cento anteriormente.

"Essa menor margem (bruta), no comparativo anual, é fruto dos desafios do ano de 2015, principamente aliados ao aumento de custos decorrentes da alta inflação e reajuste de preços de alguns insumos importantes, como é o caso da energia elétrica", disse a empresa em seu relatório de resultados.

Segundo a companhia, tais aumentos de custo não puderam ser repassados integralmente aos preços dos produtos por conta do mercado mais fraco.

A receita líquida da companhia subiu 7,7 por cento de janeiro a março, atingindo 1 bilhão de reais.

A dívida líquida somou 1,82 bilhão de reais ao fim de março, avançando ante os 1,73 bilhão de reais do fim de dezembro. Com o aumento dos juros sobre a dívida, a despesa financeira líquida da Duratex aumentou de 40,5 milhões de reais no primeiro trimestre de 2014 para 46,6 milhões de reais de janeiro a março deste ano.

(Por Priscila Jordão; Edição de Luciana Bruno)