Via Varejo espera melhora do cenário econômico do Brasil no 2º semestre

terça-feira, 28 de abril de 2015 15:05 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa de móveis e eletroeletrônicos Via Varejo espera melhora do cenário econômico brasileiro no segundo semestre, mesmo levando em conta o contexto atual de vendas fracas e desaceleração, disse o presidente da companhia, Líbano Barroso.

A companhia, dona das redes de lojas Casas Bahia e Ponto Frio e controlada pelo Grupo Pão de Açúcar, mantém suas projeções de investimento e abertura de lojas em 2015, segundo o executivo. No ano passado, a rede varejista abriu 88 lojas no país, e a previsão é de 210 novos estabelecimentos entre 2014 e 2016, com uma média anual de 70 aberturas.

"Vamos continuar expandindo em lojas e aumentando a capacidade no Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste", declarou Barroso.

No primeiro trimestre, a receita líquida da Via Varejo teve queda de 1 por cento na comparação anual, para 5,39 bilhões de reais, segundo relatório de desempenho de vendas no período.

Se forem levadas em conta as 34 lojas do grupo que foram fechadas ou vendidas em 2014 por conta da fusão com a Casas Bahia, atendendo uma determinação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), haveria aumento de 0,1 por cento no trimestre.

"Para nós, foi um trimestre praticamente igual", disse Barroso, minimizando os efeitos da valorização do dólar contra o real, das pressões inflacionárias e da suspensão do programa Minha Casa Melhor, da Caixa Econômica Federal (CEF), que facilitava a compra de imóveis e eletrodomésticos.

O executivo disse apostar em uma retomada da economia no segundo semestre, que pode influenciar nas vendas do setor. "O país está passando por um momento de correção, o que não muda nada a nossa visão de crescimento no país", disse.

A Via Varejo inaugurou nesta terça-feira em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, uma loja-conceito do Ponto Frio denominada Premium Store, com produtos mais sofisticados e atendimento personalizado. O investimento na loja, que tem entre os destaques um televisor LED de 102 polegadas que custa cerca de 270 mil reais, foi de 5 milhões de reais.

A empresa anunciou em março ter iniciado um processo de reformulação de algumas lojas Ponto Frio, com o objetivo de atingir consumidores de maior poder aquisitivo no segmento de móveis.

(Por Rodrigo Viga)