Philips tem resultado pressionado por queda em lucro de equipamentos médicos

terça-feira, 28 de abril de 2015 19:13 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A Philips divulgou nesta terça-feira resultado de primeiro trimestre que mostrou uma continuação na fraqueza de suas operações com equipamentos médicos, cada vez mais vitais para o grupo holandês que se prepara para se separar da área de produtos de iluminação.

A fabricante de produtos de consumo como escovas de dente elétricas, barbeadores e também equipamentos médios como sistemas de monitoramento de pacientes, afirmou que o lucro operacional caiu para 17 milhões de euros ante 109 milhões obtidos no mesmo período de 2014.

A Philips afirmou que o resultado deveu-se a uma combinação de encargos de reestruturação e investimentos maiores na unidade de dispositivos médicos, que foi responsável por 43 por cento da receita do grupo em 2014.

A empresa informou que as vendas da divisão médica cresceram 1 por cento no primeiro trimestre de 2015, enquanto o recebimento de encomendas mostrou "crescimento de um dígito baixo".

"A economia dos Estados Unidos está crescendo, mas nos mercados em que participamos, como medicina, estamos vendo uma perspectiva mais estável", disse o presidente-executivo da Philips, Frans Van Houten, a jornalistas.

A Philips planeja vender sua divisão de iluminação, a maior fabricante de produtos de iluminação do mundo, via oferta pública inicial de ações (IPO) no primeiro semestre de 2016.