Mudança na sucessão no trono saudita ajuda a estabilizar petróleo, diz ministro

quinta-feira, 30 de abril de 2015 11:53 BRT
 

RIAD (Reuters) - A indicação do rei saudita Salman de dois novos herdeiros ao torno ajudará a estabilizar o mercado global de petróleo ao fortalecer a estabilidade política do reino, disse o ministro de Petróleo do país, Ali al-Naimi, segundo a imprensa estatal nesta quinta-feira.

O rei Salman nomeou na quarta-feira seu sobrinho Mohammed bin Nayef, de 55 anos, e seu filho Mohammed bin Salman, de 30, como herdeiros, aparentemente definindo a linha de sucessão no maior exportador global de petróleo pelas próximas décadas.

Os movimentos são parte de uma reorganização mais ampla no governo, que manteve Naimi no posto de ministro.

"O decreto real é do interesse nacional e estimula mais crescimento e prosperidade e progresso e estabilidade, e esta estabilidade política no reino irá refletir-se positivamente no crescimento econômico e na estabilidade dos mercados mundiais de petróleo", disse Naimi, segundo a agência de notícias oficial da Arábia Saudita.

O presidente da petroleira estatal Saudi Aramco, Khalid al-Falih, foi retirado do posto e apontado ministro da Saúde.

(Por Angus McDowall)