April 30, 2015 / 8:49 PM / 2 years ago

Bovespa fecha em alta com notícias corporativas e sobe 10% em abril

5 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa encerrou o último pregão de abril no azul, após sessão volátil, com o avanço das ações da Vale na segunda etapa do pregão garantindo o viés positivo, em meio à repercussão do resultado trimestral da mineradora.

O índice encontrou suporte nesta quinta-feira principalmente na alta de Petrobras, após renovação de boa parte de seu Conselho de Administração, e na disparada de Lojas Renner com a repercussão favorável ao balanço.

O Ibovespa fechou na máxima do dia, em alta de 1,63 por cento, a 56.229 pontos. Na mínima, caiu 0,44 por cento. O volume financeiro alcançou 10,15 bilhões de reais.

Na semana, encurtada pelo feriado do Dia do Trabalho na sexta-feira, o principal índice recuou 0,64 por cento, mas no mês acumulou alta de 9,93 por cento.

O desempenho em abril foi amparado principalmente na forte entrada de capital externo, que somava 7,7 bilhões de reais até o dia 27. Tais entradas foram impulsionadas em grande parte pela incerteza sobre o início da alta dos juros norte-americano, que manteve a liquidez elevada no exterior.

Mas também corroborou o movimento um arrefecimento nas apreensões acerca de fatores domésticos, com a avaliação de que equipe econômica trabalha para "arrumar a casa".

A taxa de câmbio depreciada, com o dólar ao redor de 3,20 reais no final de março, e um agressivo movimento de cobertura de posições vendidas em ações importantes como as ordinárias da Petrobras e da Vale endossaram os ganhos do mês.

Os papéis ordinários da petroleira estatal acumularam ganho de quase 50 por cento em abril, em meio à divulgação do balanço auditado de 2014, enquanto Vale ON subiu quase 30 por cento, seguindo a recuperação dos preços do minério de ferro.

Novas altas dependerão de sinais mais concretos de melhora da economia interna e principalmente de nenhuma surpresa quanto a uma antecipação do aperto monetário norte-americano, ao mesmo tempo em que o câmbio já não é mais tão favorável.

O estrategista do Bank of America Merrill Lynch para a América Latina, Felipe Hirai, lembrou em relatório nesta semana que em oito das 11 vezes em que bolsa e moeda valorizaram-se ao redor de 10 por cento ao longo de um mês houve correção para baixo nos 30 dias seguintes.

O real terminou abril com valorização acumulada de 5,9 por cento, mas até o fechamento do dia 27 tinha ganho de 9,21 por cento.

Quinta-Feira

Nesta quinta-feira, as preferenciais da Vale fecharam em alta de 6,20 e as ordinárias (VALE3.SA) subiram 7,30 por cento, em meio a cobertura de posições vendidas e repercussão de comentários de executivos da companhia, após a avaliação do resultado do primeiro trimestre pressionar as ações pela manhã.

A ampliação dos ganhos dos papéis da Petrobras ajudou a firmar o Ibovespa no território positivo, um dia após eleição de novos membros para o Conselho de Administração da companhia. As preferenciais subiram 1,79 por cento e as ordinárias, 3,79 por cento.

A disparada de quase 10 por cento de Lojas Renner LREN3.SA foi outro componente relevante para o avanço do índice, após a varejista divulgar resultado do primeiro trimestre, com analistas destacando a alta de 16,5 por cento nas vendas mesmas lojas de janeiro a março.

Gafisa saltou 12,45 por cento, após a empresa avisar que há grupos interessados em comprar participação societária nos segmentos Gafisa e Tenda, embora até o momento não exista documento celebrado.

Natura foi outro destaque positivo, com alta superior a 10 por cento, diante do lucro líquido acima das expectativas e anúncio de reajuste de preço em algumas categorias de produtos.

Embraer subiu 4,35 por cento, apesar prejuízo de 188 milhões de reais no primeiro trimestre. Em nota a clientes, o BTG Pactual disse que o resultado, apesar de negativo, veio acima das suas expectativas.

JBS avançou 3,60 por cento, na esteira da repercussão dos números de sua subsidiária norte-americana Pilgrim's Pride.

A ação ordinária da Eletrobras recuou quase 7 por cento, em meio a notícia de que a estatal de energia atrasou a apresentação de seu relatório anual para Securities and Exchange Comission (SEC, órgão que regula o mercado de capitais dos Estados Unidos)

O dia ainda trouxe a terceira e última prévia da carteira do Ibovespa que irá vigorar a partir de 4 de maio, confirmando a entrada de Smiles e a saída de Even, PDG Realty e Light.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below