Acordo com Hillshire ajuda Tyson Foods a superar expectativa de lucro

segunda-feira, 4 de maio de 2015 10:03 BRT
 

(Reuters) - A Tyson Food, maior processadora de carnes dos Estados Unidos, teve um lucro trimestral melhor que o esperado auxiliada por sua aquisição no ano passado da Hillshire Brands, que produz a linguiça Jimmy Dean.

As vendas no negócio de alimentos preparados, sob o qual a Tyson vende principalmente bacon, peperoni e linguiças, mais que dobraram para 1,88 bilhão de dólares, ofuscando uma queda na venda de frangos.

A indústria de aves dos EUA está enfrentando a maior epidemia de gripe aviária desde a década de 1980.

Casos de gripe aviária foram confirmados em 14 Estados e mais de 21 milhões de francos e perus foram mortos pela doença ou devem ser abatidos para limitar a disseminação do vírus, segundo reguladores federais e estaduais.

A Tyson, que comprou a Hillshire para ampliar seu negócio de alimentos processados, disse que espera alcançar mais de 250 milhões de dólares em economias neste ano, ante mais de 225 milhões de dólares que havia projetado anteriormente.

A companhia disse que obteve 77 milhões de dólares em economias totais durante o segundo trimestre como resultado do acordo com a Hillshire.

A Tyson manteve sua previsão de lucro para 2015 entre 3,30 e 3,40 dólares por ação.

A empresa informou que a receita cresceu 10,5 por cento para 9,98 bilhões de dólares no segundo trimestre fiscal encerrado em 28 de março.

O lucro líquido atribuível à Tyson Foods subiu para 310 milhões de dólares, ou 0,75 dólar por ação, ante 213 milhões de dólares, ou 0,60 dólar por papel, um ano antes.   Continuação...