Vendas de materiais de construção recuam em abril, Abramat vê queda em 2015

segunda-feira, 4 de maio de 2015 18:33 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas de materiais de construção no Brasil tiveram queda pelo décimo quarto mês consecutivo, na comparação anual, e a associação do setor agora espera recuo no desempenho em 2015.

A Abramat disse nesta segunda-feira que cortou a projeção e espera queda de 2 por cento nas vendas em 2015, ante previsão inicial de alta de 1 por cento, após medidas recentes do governo federal e da Caixa, que dificultam a compra de imóveis usados.

"Ainda assim, a projeção para o ano é de queda menos acentuada do que no ano passado, quando o recuo foi de 5,9 (por cento)", disse a entidade em comunicado nesta segunda-feira.

A Abramat disse, ainda, que "é fundamental e urgente o início do (programa habitacional) Minha Casa Minha Vida fase 3 e a realização de acordo de leniência com as grandes empreiteiras, para trazer algum alívio para o setor".

As vendas em abril caíram m 7,6 por cento na comparação anual. Em relação a março, a queda foi de 5,7 por cento, enquanto no acumulado do ano o recuo foi de 8,1 por cento.

Na indústria de materiais de base, as vendas caíram 7,8 por cento em abril, ano a ano, com o recuo chegando a 8,7 por cento no acumulado do ano.

Já considerando os materiais de acabamento, as vendas caíram 7,1 por cento em abril e 7 por cento no ano.

O nível de emprego no segmento teve queda de 3,3 por cento na comparação com igual mês de 2014. Em relação a março, houve estabilidade, disse a Abramat.

(Por Juliana Schincariol)