Reestruturação, e não venda, está nas cartas para unidade do HSBC nos EUA

terça-feira, 5 de maio de 2015 12:57 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O HSBC vai estender uma reformulação de seis anos de seu negócio nos Estados Unidos em vez de somá-lo aos 77 negócios vendidos nos últimos quatro anos, disse nesta terça-feira o presidente-executivo do banco britânico, Stuart Gulliver.

Gulliver disse que ele pode vender negócios com desempenho abaixo da média no Brasil, EUA, México e Turquia se eles não puderem ser recuperados.

Embora nenhuma decisão tenha sido tomada sobre o futuro dos negócios, Gulliver disse que o banco deve provavelmente permanecer nos EUA, dada a importância da compensação de dólares para suas unidades de trading, além de também oferecer acesso a empresas norte-americanas.

"Você ainda pode esperar uma história de reestruturação", disse ele sobre o negócio nos EUA, acrescentando que não espera um desfecho "drástico".

O HSBC iniciou um processo de vendas de seu banco de varejo no Brasil e na Turquia, mas os negócios nos EUA e no México provavelmente serão mantidos, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

(Por Steve Slater)