Opep deverá manter política de produção em junho enquanto preços se recuperam

terça-feira, 5 de maio de 2015 12:58 BRT
 

LONDRES/DUBAI (Reuters) - Os países da Opep estão preparados para manter os níveis atuais de produção na reunião do próximo mês, disseram três delegados da organização, com os Estados do Golfo Pérsico buscando manter sua cota no mercado global e um rali dos preços silenciando intenções de outros membros para cortes na oferta.

Embora a reunião de 5 de junho, em Viena, provavelmente tenha demandas de alguns membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para uma redução na quantidade de óleo bombeado, até mesmo funcionários de países que são favoráveis a um corte acreditam que isso seja improvável.

Um rali surpreendente impulsionado pelas tensões no Oriente Médio e por sinais de que o excesso de oferta vai diminuir empurraram o Brent para uma máxima de 2015 acima de 68 dólares o barril nesta terça-feira, muito acima da mínima de quase seis anos registrada em janeiro, perto de 45 dólares.

Os preços do petróleo chegaram a perder mais da metade do seu valor desde meados do ano passado, quando atingiram 115 dólares por barril em junho.

"Os preços deveriam estar abaixo de 40 dólares para o Brent", disse um delegado da Opep de um país do Golfo. "Os preços têm sido melhores do que todos esperavam, portanto, a política da Opep vai continuar provavelmente."

(Por Alex Lawler e Rania El Gamal)