CORREÇÃO-Ibovespa fecha acima de 58 mil pontos pela 1ª vez em mais de sete meses

quarta-feira, 6 de maio de 2015 11:20 BRT
 

(Corrige título de matéria publicada na terça-feira para esclarecer que Ibovespa fechou acima de 58 mil pontos em mais de sete meses, e não em quase sete meses. No texto, esclarece que índice alcançou maior nível desde setembro, e não outubro do ano passado)

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em alta acima de 1 por cento nesta terça-feira, com o seu principal índice acima dos 58 mil pontos pela primeira vez em mais de sete meses, em meio à valorização expressiva das ações de Petrobras e Vale e noticiário corporativo intenso.

O Ibovespa avançou 1,22 por cento, a 58.051 pontos. O índice não terminava um pregão acima dos 58 mil pontos desde meados de setembro de 2014. O giro financeiro do pregão alcançou 8 bilhões de reais.

Dados da BM&FBovespa disponibilizados nesta terça-feira mostraram que a bolsa terminou abril com saldo de capital externo positivo em 7,6 bilhões de reais, o melhor resultado mensal da série histórica, que tem início em 2000.[L1N0XW1L2]

Petrobras avançou mais de 4 por cento e rompeu a média diária móvel em 200 dias, conforme o mercado segue atento à possibilidade de mudanças em regras de conteúdo local no setor de petróleo, bem como a eventual não obrigação de a estatal participar de leilões do pré-sal.

Vale apresentou desempenho forte, com o papel ON saltando 9,2 por cento, com nova alta dos preços do minério de ferro na China e cobertura de posições vendidas. As preferenciais da mineradora (VALE5.SA: Cotações) subiram 5,18 por cento.

Eletrobras disparou quase 14 por cento, após reportagem do jornal Valor Econômico afirmar que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) marcou julgamento de processo em que a União é acusada de voto abusivo na aprovação da renovação onerosa das concessões pela estatal, em 2012.   Continuação...