PMI de serviços do HSBC para a China atinge em abril máxima no ano

quarta-feira, 6 de maio de 2015 07:14 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O setor de serviços da China cresceu em abril ao ritmo mais rápido neste ano, com o rali das bolsas ajudando a melhorar a confiança e os gastos do consumidor, mostrou nesta quarta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do HSBC/Markit.

No entanto, em um sinal de que a economia da China ainda enfrenta fortes obstáculos, o PMI do setor de serviços chinês mostrou que os preços finais do setor atingiram em abril a mínima de 15 meses, uma vez que algumas empresas foram forçadas a cortar preços para elevar as vendas.

O PMI de serviços subiu em abril para a máxima em quatro meses, a 52,9, ante 52,3 em março, confortavelmente acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

Algumas empresas atribuíram parte da retomada dos novos negócios à força nas bolsas de valores, que renovaram em abril o pico de sete anos.

Mas outras empresas relataram dificuldades. O índice de preços finais cobrados caiu para 49,2 no mês passado, mínima que desde janeiro do ano passado, indicando mais pressão sobre as margens de lucro.

(Reportagem de Koh Gui Qing)