CSN tem lucro de R$392 milhões no 1o trimestre, Ebitda cai 37%

quarta-feira, 6 de maio de 2015 09:29 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional divulgou nesta quarta-feira forte aumento no lucro líquido do primeiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, em um resultado amparado por ganhos financeiros e contábeis e que mostrou elevação da alavancagem da empresa.

O grupo que produz aço, minério de ferro e cimento teve lucro líquido de 392 milhões de reais de janeiro a março ante estimativa média de analistas de prejuízo de 827 milhões de reais.

O resultado teve impulso de ganhos com imposto de renda e contribuição social, cuja linha somou 502,5 milhões de reais ante despesa de 27,16 milhões de reais um ano antes, e aumento em equivalência patrimonial, que passou a 398,5 milhões de reais ante número negativo um ano antes de 45,5 milhões.

A geração de caixa operacional medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) caiu 37 por cento no primeiro trimestre sobre um ano antes, recuando ainda 10 por cento na comparação com os fracos três últimos meses de 2014, a 911 milhões de reais. Analistas previam Ebitda de 857 milhões de reais no período, segundo pesquisa da Reuters.

Com isso, a alavancagem da companhia cresceu. A relação dívida líquida sobre Ebitda foi a 4,76 vezes no primeiro trimestre ante 2,66 vezes um ano antes e 4 vezes no final de 2014.

Apesar da cisão do projeto da ferrovia Transnordestina do grupo, a dívida líquida da CSN subiu 27 por cento no primeiro trimestre sobre o mesmo período de 2014, para 19,98 bilhões de reais.

Em termos operacionais, a empresa conseguiu elevar suas vendas de aço em 1 por cento de janeiro a março, para 1,407 milhão de toneladas, enquanto as vendas de minério de ferro despencaram 15 por cento, a 5,44 milhões de toneladas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)