Cade rejeita recurso da CSN sobre entrada da Ternium na Usiminas

quarta-feira, 6 de maio de 2015 11:16 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) rejeitou e arquivou nesta quarta-feira recurso da CSN que afirmava que o grupo Ternium-Techint havia prestado informações enganosas ao órgão antitruste quando entrou no grupo de controle da Usiminas, em 2012.

"Eu afasto que no ato de concentração tenha havido informação enganosa", disse o relator do caso no Cade, conselheiro Gilvandro Vasconcelos de Araújo.

A CSN tentava obter no Cade aprovação a seu pedido que sustenta ainda que houve mudança no grupo de controle da Usiminas com a entrada da Ternium, o que poderia disparar uma oferta pública pelas ações da produtora de aços planos.

(Por Leonardo Goy)