BB Seguridade tem alta de 46% no lucro do 1o trimestre

quinta-feira, 7 de maio de 2015 08:17 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de seguros e previdência BB Seguridade teve lucro líquido de 949 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 46 por cento sobre igual período do ano anterior.

O resultado foi impulsionado pelo forte desempenho operacional e pelo resultado financeiro, com melhora nos negócios de distribuição e nas coligadas de seguros, resseguros, previdência e capitalização, disse a empresa, que reúne as atividades de seguros e previdência privada do Banco do Brasil.

Analistas, em média, esperavam lucro de 842 milhões de reais para a BB Seguridade.

O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio chegou a 63,7 por cento no primeiro trimestre, avanço de 16,6 pontos percentuais na comparação anual e acima dos 62,3 por cento do quarto trimestre.

A BB Seguridade espera alta de 12 a 21 por cento no lucro líquido ajustado de 2015. Anteriormente, a empresa divulgou projeção de que tinha como meta obter lucro ajustado de 3,6 bilhões a 3,9 bilhões de reais, o que geraria um avanço de até 22 por cento.

O resultado operacional não decorrente de juros combinado das coligadas e controladas, líquido de efeitos tributários, cresceu 178,3 milhões de reais, em grande parte pela melhora na BB Corretora e na BB Mapfre SH1.

Além disso, a companhia teve aumento de 122 milhões de reais no resultado financeiro combinado das coligadas e controladas, líquido de efeitos tributários, devido à maior Selic média e à expansão do volume de ativos rentáveis.

A receita total no trimestre somou 13,457 bilhões de reais, aumento de 35 por cento sobre o mesmo período do ano passado, mas queda de 15 por cento no comparativo trimestral.

As receitas operacionais totalizaram 1,2 bilhão de reais, avanço de 37 por cento na comparação anual, com destaque para o aumento da receita de investimentos em participações societárias, de 46 por cento, a 956,2 milhões de reais.

As receitas provenientes da participação na BB Mapfre SH1 subiram 70,5 por cento, enquanto as da BB Corretora avançaram 38,1 por cento, as da Brasilcap subiram 66,6 por cento e as da Brasilprev aumentaram 25,7 por cento.