EXCLUSIVO-Barata, ex-CCEE, deverá ser novo secretário-executivo de Minas e Energia, dizem fontes

quinta-feira, 7 de maio de 2015 12:34 BRT
 

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-presidente da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) Luiz Eduardo Barata deverá ser nomeado secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, disseram nesta quinta-feira três fontes do governo a par do assunto à Reuters.

Barata substituirá Márcio Zimmermann, que está deixando o ministério para assumir a presidência da Eletrosul, subsidiária da Eletrobras.

Procurado pela Reuters, o Ministério de Minas e Energia ainda não tinha se pronunciado sobre o assunto.

Segundo uma das fontes, que falou sob condição de anonimato, Barata ganhou a confiança do ministro de Minas e Energia logo nas primeiras semanas de Eduardo Braga no comando da pasta, durante o processo de negociação do último empréstimo dos bancos para cobrir a dívida das distribuidoras de energia no mercado de curto prazo.

Barata, que presidiu a CCEE até o mês passado, participou das negociações dos três financiamentos do setor bancário às distribuidoras, liberados em 2014 e 2015.

Os empréstimos totalizaram mais de 21 bilhões de reais e ajudaram o setor a fazer frente ao custo da compra de energia no mercado de curto prazo, elevado devido ao uso maior de termelétricas para poupar água nos reservatórios das hidrelétricas.

Tido por colegas de setor elétrico como um técnico muito organizado, Barata é próximo dos agentes do mercado, uma vez que a CCEE é o órgão responsável pela contabilização e liquidação dos contratos de energia no mercado de curto prazo.

Além disso, a CCEE realiza junto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) os leilões de energia.