Maior produtora de ouro da Colômbia busca aquisições na América Latina

sexta-feira, 8 de maio de 2015 18:20 BRT
 

Por Peter Murphy

BOGOTÁ (Reuters) - A Mineros, maior produtora de ouro na Colômbia, procura expandir suas operações por meio da compra de pequenas minas em outros países da América Latina, em meio à escassez de grandes descobertas de sítios e crescente resistência à indústria extrativa local, disse a presidente da empresa.

A Mineros, única empresa de ouro listada na Bolsa da Colômbia, tem buscado projetos no Peru, Brasil e México, até agora sem encontrar um projeto que atenda as suas expectativas.

Sua última aquisição foi em 2013, em Nicarágua, quando pagou 95 milhões pela Hemco, que produz 75 mil onças troy por ano.

"Nossa estratégia é a busca de projetos em outros países latinoamericanos que estão produzindo ou se encontram em fase de estudo de viabilidade. Não é fácil", disse nesta sexta-feira, em uma entrevista à Reuters, Beatriz Uribe, que deixa a presidência da Mineros, após 39 anos.

A empresa espera aumentar sua produção de ouro em projetos existentes em cerca de 5 por cento em 2015 para 200 mil onças troy e está confiante de que o projeto Hemco, em Nicarágua, deverá dobrar sua produção em três ou quatro anos.

"Se as coisas correrem bem, a Hemco poderia ser um produtor de ouro de 150 mil onças", disse Uribe.