Grécia usou reservas no FMI para pagar dívida, dizem autoridades do governo

terça-feira, 12 de maio de 2015 07:45 BRT
 

ATENAS (Reuters) - A Grécia usou suas reservas emergenciais depositadas no Fundo Monetário Internacional (FMI) para fazer o crucial pagamento de 750 milhões de euros (839 milhões de dólares) em dívida ao FMI na segunda-feira, disseram duas autoridades do governo nesta terça-feira.

Com Atenas quase esgotando seus recursos e ainda longe de um acordo com seus credores internacionais, havia dúvidas sobre se o governo liderado pela esquerda pagaria ao FMI ou optaria por poupar dinheiro para pagar salários e aposentadorias ainda neste mês.

Países-membros do FMI têm duas contas no fundo --uma na qual são depositadas suas cotas anuais e uma que pode ser utilizada para emergências.

Uma autoridade disse à Reuters que Atenas usou cerca de 650 milhões de euros da segunda conta para fazer o pagamento.

"Fizemos uso de dinheiro em nossa conta no fundo", disse a autoridade, que solicitou anonimato. "O governo também usou cerca de 100 milhões de suas reservas em dinheiro".

Feito um dia antes, o pagamento aliviou temores imediatos de um default grego, mas o ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, afirmou na segunda-feira que a situação de liquidez é "terrivelmente urgente" e um acordo para liberar mais recursos é necessário nas próximas semanas.

(Reportagem de Lefteris Papadimas e George Georgiopoulos)

 
Bandeira da Grécia próxima a estátua do filósofo Sócrates, em Atenas.    18/03/2015  REUTERS/Yannis Behrakis