Vendas de títulos dão força ao programa de compra de ativos do BCE

terça-feira, 12 de maio de 2015 14:02 BRT
 

Por Francesco Canepa

FRANKFURT (Reuters) - Fortes vendas de títulos soberanos da zona do euro nas últimas duas semanas estão sendo um estímulo para o plano de compra de ativos do Banco Central Europeu, aliviando as preocupações dificuldades que o BCE poderia ter para encontrar bônus suficientes para comprar.

As perdas têm sido provocadas por fatores como a apreensão de investidores com rendimentos perto de zero e pela alta das expectativas de inflação dos investidores em função da recuperação nos preços do petróleo.

Conforme os preços dos bônus caem, os rendimentos sobem, e a proporção de todos os títulos governamentais denominados em euro com rendimento abaixo de zero caiu para 25,2 por cento em 8 de maio ante 35,9 por cento em 13 de abril, de acordo com dados da Tradeweb.

Isso ampliou a quantia de títulos que o BCE pode comprar sob seu programa de "quantitative easing" (QE), que exclui todos os papéis com rendimento abaixo de -0,20 ponto percentual, que corresponde à taxa de depósito do banco.

A Alemanha é o único país afetado pelo piso de rendimento negativo, de acordo com estimativas do Deutsche Bank.

O sucesso do QE, desenhado para sustentar a economia, é considerada determinante para a confiança do investidor na zona do euro, afetada por persistentes tensões sobre as finanças da Grécia.