Embraer eleva projeção de entregas de jatos de 70 a 130 assentos na América do Norte

terça-feira, 12 de maio de 2015 14:14 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante de aeronaves Embraer prevê que o mercado norte-americano vai absorver 2.060 novas entregas de jatos de 70 a 130 assentos nos próximos 20 anos, disse a companhia nesta terça-feira.

A previsão ficou pouco acima da anterior feita pela própria empresa e divulgada em julho do ano passado, que projetava 2.010 entregas no segmento entre 2014 e 2033.

"Isso representa quase 35 por cento do total da demanda mundial por aeronaves neste segmento específico, com valor estimado em 96 bilhões de dólares, a preços atuais", disse a Embraer sobre a projeção.

A família de E-Jets da Embraer inclui quatro jatos com entre 70 e 130 assentos, o E170, E175, E190 e E195. A segunda geração, por sua vez, tem três aviões, o E175-E2, E190-E2 e E195-E2, no segmento.

De acordo com as projeções da Embraer, cerca de 47 por cento das entregas serão ditadas pelo crescimento do mercado, ao passo que os 53 por cento restantes serão referentes a aeronaves com substituição até 2034.

O crescimento das entregas é esperado, em partes, por conta da restruturação de operações de alimentação de tráfego em grandes aeroportos, "colocando jatos regionais de maior capacidade com assentos premium nos mercados tradicionalmente ocupados por jatos de 50 assentos", disse a Embraer.