Governo tem condições de lançar pacote de concessões nas próximas semanas, diz Dilma

terça-feira, 12 de maio de 2015 19:47 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo federal terá condições de lançar nas próximas semanas um pacote de concessões na área de infraestrutura, disse nesta terça-feira a presidente Dilma Rousseff, acrescentando que lançará na sequência programas na área de energia e relacionados ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

A presidente revelou que detalhes minuciosos estão sendo analisados para o pacote de concessões na área de logística e que o governo está consultando empresas potencialmente interessadas em investir no Brasil para construir o modelo mais atrativo.

"Esse pacote de concessões implica em avaliações muito minuciosas daquilo que cabe conceder e do que não cabe conceder", disse a presidente após visita ao Comitê Organizador da Olimpíada de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro.

"Estamos finalizando e conversando com empresas para ver quais são os interesses existentes… estamos fazendo toda uma modelagem e temos condição de nas próximas semanas lançar esse programa de concessão de logística", acrescentou.

Após o lançamento do pacote de concessões em logística, o governo pretende, de acordo com a presidente, apresentar outros programas nas áreas de energia e habitação.

Dilma afirmou que a meta do seu governo é chegar até 2018 com cerca de 27 milhões de beneficiados no Minha Casa, Minha Vida. A terceira fase do programa deve oferecer mais 3 milhões de casas a famílias de baixa renda.

"O programa está com 1,6 milhão de casas em construção e já entregamos 2,1 milhões. É um dos maiores programas habitacionais do mundo", declarou ela.

Dilma negou que o programa de concessões na área de logística ainda não tenha sido apresentado em razão da espera pela aprovação no Congresso das medidas de ajuste fiscal.

Após encontro com o Comitê Organizador dos Jogos de 2016, Dilma também disse que quanto mais o ajuste fiscal em tramitação no Congresso Nacional se aproximar da economia desejada pelo governo, mais coisas o Executivo poderá fazer.   Continuação...

 
Presidente Dilma Rousseff durante evento no Palácio do Planalto, em Brasília. 06/05/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino