BC da Inglaterra vê menos crescimento, apoia visão do mercados sobre juros

quarta-feira, 13 de maio de 2015 08:44 BRT
 

Por David Milliken e William Schomberg

LONDRES (Reuters) - O Banco da Inglaterra cortou nesta quarta-feira suas projeções para o crescimento econômico da Grã-Bretanha nos próximos três anos e cautelosamente apoiou as expectativas do mercado de que apenas começará a elevar a taxa de juros daqui a cerca de um ano.

O banco central agora espera um crescimento econômico de 2,5 por cento neste ano, disse a autoridade monetária em seu relatório trimestral de inflação, o que representa uma redução em relação à projeção de 2,9 por cento divulgada em fevereiro. A estimativa está mais próxima das expectativas de outros analistas econômicos.

Além de cortar as projeções para 2015, o banco central reduziu as projeções para 2016 e 2017 para 2,6 por cento e 2,4 por cento, respectivamente.

O Banco da Inglaterra disse que a redução na projeção de crescimento deveu-se ao fato de que a taxa de juros provavelmente subirá mais rapidamente do que os mercados esperavam há três meses, à moeda mais valorizada e a uma perspectiva mais fraca para a construção de imóveis residenciais e para a produtividade.

Após afirmar em abril que o ritmo das altas nos juros apontado pelos mercados era anormalmente lento, o banco central parece agora mais satisfeito com a trajetória indicada pelo mercado para as taxas de juros.

"Uma trajetória sugerindo apenas aumentos graduais na taxa de juros durante os próximos anos, amplamente em linha com a trajetória atual do mercado, continua consistente com a absorção da capacidade ociosa e a volta da inflação à meta em dois anos", disse o banco central.