Petrobras deve começar a usar infraestrutura do porto de Açu em novembro

quarta-feira, 13 de maio de 2015 13:11 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras deve começar a utilizar, em novembro, instalações da norte-americana Edison Chouest Offshore (ECO) no Porto do Açu para a atracação de navios da petroleira, disse nesta quarta-feira o presidente da Prumo Logística (ex-LLX), Eduardo Parente.

"(O acordo) já foi assinado, já está andando", afirmou Parente, a jornalistas, em evento sobre óleo e gás no Rio de Janeiro.

O negócio entre as duas companhias chegou a ser embargado no ano passado, devido a uma decisão da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, que suspendeu a licitação da Petrobras para contratar a operação logística do porto.

O motivo foi uma ação impetrada pela prefeitura de Macaé, que afirmava que a licitação restringiu a concorrência.

Entretanto, Parente declarou que o negócio foi assinado há cerca de três meses.

ACORDO COM A BOLOGNESI

Parente destacou ainda que a companhia está otimista para anunciar, ainda neste ano, planos para a instalação de uma térmica no Porto do Açu.

No mês passado, a Prumo anunciou acordo com a Bolognesi Energia para avaliar oportunidades de investimento em projetos de gás natural no porto.   Continuação...