Brasil deve dobrar produção de petróleo até 2025, diz diretor da ANP

quarta-feira, 13 de maio de 2015 14:55 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil deverá dobrar a produção de petróleo até 2025, disse nesta quarta-feira o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) Waldyr Barroso, durante evento do setor no Rio de Janeiro, indicando um cenário mais modesto para a extração no país.

Se essa previsão for confirmada, o país produziria cerca de 4,4 milhões de barris/dia em até dez anos, ante 2,2 milhões de barris/dia no ano passado.

Mas a projeção aponta que o país poderá produzir menos petróleo do que o esperado anteriormente, no longo prazo.

Somente a Petrobras previu produzir 4,2 milhões de barris/dia de petróleo, mas em 2020, segundo seu último plano de negócios, que está sendo revisado.

Há uma série de companhias com planos ambiciosos de produção de petróleo no Brasil para os próximos anos.

Questionado sobre a possibilidade de os números terem sido revisados para baixo, o diretor da agência reguladora explicou que a estimativa foi feita com informações atualizadas de concessionárias em atuação no país, mas não comentou se os números anteriores eram mais otimistas.

"Essa previsão está em função dos planos de produção que os concessionário nos enviam”, afirmou Barroso, a jornalistas, após evento no Rio de Janeiro. "Anualmente a agência faz uma análise, essa informação foi em função dos planos de desenvolvimento encaminhados."

(Por Marta Nogueira)