Bolsas nos EUA sobem com recuo do dólar, S&P 500 fecha em máxima recorde

quinta-feira, 14 de maio de 2015 18:09 BRT
 

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira e o S&P 500 encerrou na máxima recorde, com os investidores se preocupando menos com os juros e com um dólar mais fraco possibilitando vendas mais fortes para as multinacionais norte-americanas.

O índice Dow Jones subiu 1,06 por cento, a 18.252 pontos, enquanto o S&P 500 teve ganho de 1,08 por cento, a 2.121 pontos, superando o recorde anterior, de 2.117 pontos, no dia 24 de abril. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 1,39 por cento, a 5.050 pontos e teve a sessão mais forte desde janeiro.

O dólar caiu para o menor patamar desde janeiro contra uma cesta de moedas dos principais parceiros comerciais dos EUA, o que é uma boa notícia para as empresas que têm grandes vendas externas.

O relatório mostrando uma queda no número de pedidos iniciais de auxílio desemprego teve pouco impacto nas expectativas sobre o momento em que Federal Reserve deve começar a elevar a taxa de juros.

Todos os dez principais índices setoriais do S&P 500 terminaram em alta, com o de empresas de tecnologia liderando os ganhos, com avanço de 1,73 por cento. As ações da Apple subiram 2,23 por cento, respondendo pela maior influência no Nasdaq e no S&P 500.

As ações da Avon Products chegaram a subir 27,4 por cento após uma empresa apresentar documento à Securities and Exchange Commission (SEC) afirmando que tinha feito uma oferta de compra da empresa de cosméticos por quase três vezes o seu valor de mercado. A Avon disse que não recebeu a oferta.