BC japonês pondera qual taxa de juros usar como ferramenta pós estímulos

sexta-feira, 15 de maio de 2015 08:49 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades do banco central do Japão estão discutindo discretamente qual taxa de juros usar como referência depois que voltar a usá-las como sua principal ferramenta de política monetária, deixando para trás sua estratégia atual baseada na impressão de dinheiro.

Segundo fontes familiarizadas com as discussões internas do banco central japonês, uma ideia que tem sido sugerida é usar a taxa de operações compromissadas - taxa que instituições financeiras usam para trocar dinheiro e títulos mobiliários por um período definido de tempo - como a principal ferramenta de política monetária, em vez da convencional taxa overnight.

Na quinta-feira, o BOJ deu um passo adiante ao trocar opiniões com agentes do mercado sobre o mercado de recompra de títulos, ou simplesmente mercado de compromissadas. O banco central não revelou o que foi discutido no fórum.

O banco central japonês certamente não está nem perto de abandonar sua política de "afrouxamento quantitativo e qualitativo" (QQE) que mira a base monetária, ou o montante de dinheiro que injeta nos mercados.

(Por Yoshifumi Takemoto, Sumio Ito e Leika Kihara)