Câmbio, produção menor e queda no PLD derrubam lucro da Cesp no 1º tri

sexta-feira, 15 de maio de 2015 18:33 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O fim da concessão da usina de Três Irmãos, a queda da energia produzida, menores receitas no mercado livre e o efeito da alta do dólar provocaram forte queda no lucro da Cesp no primeiro trimestre.

De janeiro a março, a companhia paulista de energia teve lucro líquido de 104,15 milhões de reais, queda de 87,7 por cento ante igual período de 2014, informou a empresa nesta sexta-feira.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de 535,2 milhões de reais, queda de 63,4 por cento sobre o primeiro trimestre de 2014.

Mesmo desconsiderando Três Irmãos, usina que a Cesp deixou de operar em outubro passado, a companhia teve queda de 21,7 por cento da produção de energia na comparação anual, a 7.139.828 MWh.

"A produção atende ao comando do Operador Nacional do Sistema (ONS), e refletiu a decisão de reduzir a geração hidráulica como forma de proteção dos níveis dos reservatórios", afirmou a Cesp em nota.

A receita total com venda de energia caiu 49,3 por cento sobre um ano antes, para 933,15 milhões de reais, impactada sobretudo pelo ambiente de contratação regulada (queda de 35,3 por cento) e pelo mercado de curto prazo (recuo de 97,3 por cento).

Além disso, a Aneel reduziu o teto do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD, que regula o mercado de curto prazo) a partir de janeiro.

Por fim, sob impacto do efeito da alta do dólar o resultado financeiro negativo da companhia foi de 207,1 milhões de reais no período, uma piora de 527 por cento sobre um ano antes.

(Por Aluísio Alves)