Rio Tinto e Mongólia encerram disputa para construir enorme mina de cobre

terça-feira, 19 de maio de 2015 07:48 BRT
 

ULAN BATAAR/MELBOURNE (Reuters) - A Mongólia e a Rio Tinto chegaram a um acordo que vai abrir caminho para a retomada do trabalho em uma mina subterrânea de 5 bilhões de dólares cujas atividades haviam sido interrompidas, esperando que o projeto promova o crescimento do país e da mineradora global.

O projeto Oyu Tolgoi, que começou a produzir com uma mina a céu aberto há dois anos, é o maior investimento individual estrangeiro na Mongólia, e a resolução de disputas sobre sua segunda fase reviveu esperanças sobre o desenvolvimento de uma série de outros projetos de mineração estagnados.

A expansão subterrânea, com 25 bilhões de libras de cobre e 12 milhões de onças em reservas de ouro, fará da Oyu Tolgoi uma das dez maiores minas de cobre do mundo e impulsionará o crescimento da Rio Tinto fora do segmento de minério de ferro.

Analistas afirmam que a mina subterrânea pode começar a produzir no fim desta década. O braço da Rio Tinto Turquoise Hill Resources detém 66 por cento da Oyu Tolgoi, e o governo da Mongólia possui o restante.

(Por Terrence Edwards e Sonali Paul)