Vale vende 4 navios Valemax para chinesa CMES

terça-feira, 19 de maio de 2015 14:13 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale fechou acordo para vender quatro navios gigantes (VLOCs), conhecidos como Valemax, para a China Merchants Energy Shipping (CMES), em uma expansão do acordo que prevê a cooperação estratégica de longo prazo entre as duas empresas no transporte marítimo de minério de ferro, informou a mineradora em um comunicado nesta terça-feira.

O primeiro acordo entre as duas companhias foi firmado em 26 de setembro de 2014. Segundo a Vale, os detalhes do contrato ainda estão em discussão e o acordo com a CMES deve ser concluído nos próximos meses.

A Vale também informou nesta terça-feira que concluiu a venda de quatro navios VLOCs, com capacidade de 400 mil toneladas, para a China Ocean Shipping Company (Cosco), o maior armador e transportador de granéis sólidos da China e um dos maiores operadores de granéis sólidos do mundo.

Essa transação está relacionada com o acordo assinado com a Cosco em 12 de setembro de 2014.

A transação totalizou 445 milhões de dólares e o montante será recebido pela a Vale mediante a entrega dos navios para a Cosco, o que está previsto para acontecer em junho de 2015.

Pelo acordo, quatro navios VLOCs são transferidos para a Cosco e afretados para a Vale em contrato de 25 anos.

A proibição para a Vale atracar seus grandes navios nos portos chineses, no ano passado, vinha frustrando as tentativas da mineradora de reduzir os custos de frete e competir com rivais australianas, como BHP Billiton e Rio Tinto, que estão mais perto da China.

Armadores chineses estavam se opondo ao acesso dos grandes navios da Vale, dizendo que eles poderiam agravar o problema de excesso de oferta de embarcações no país.

No início de 2015, após os acordos com as duas empresas chinesas, os navios Valemax passaram a receber autorização para atracar na China.

(Por Marta Nogueira)