Whirlpool e AB InBev iniciam vendas de joint venture de máquina de bebidas

terça-feira, 19 de maio de 2015 20:28 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Whirlpool e a Anheuser-Busch InBev começaram a vender nesta terça-feira uma máquina de bebidas que faz refrigerante, suco e café por meio de cápsulas, marcando o início de uma joint venture avaliada em mais de 70 milhões de dólares.

A máquina, fruto da parceria entre a maior fabricante mundial de eletrodomésticos e a maior cervejaria do mundo, marca uma nova dos grupos no mercado de máquinas de bebidas baseadas em cápsulas.

No ano passado, a Coca-Cola investiu inicialmente 1,25 bilhão de dólares na Keurig Green Mountain como parte de um plano para vender refrigerantes por meio de uma nova máquina. A expectativa é que o Keurig Cold desafie a líder de mercado israelense SodaStream International este ano.

O produto da Whirlpool e da AB Inbev pretende entrar no mercado como a primeira máquina do mundo a servir bebidas quentes, geladas e carbonatadas em casa, de acordo com o vice-presidente para novos negócios da Whirlpool para a América Latina, Fernando Yunes.

"Há concorrentes que produzem café ou refrigerantes, mas nada como isso", disse Yunes a jornalistas.

Os executivos disseram que há planos de expandir as vendas da máquina para além do Estado de São Paulo e internacionalmente, dependendo da demanda.

O preço de cada máquina da primeira leva de 500 unidades, voltada a usuários iniciais, foi definido em 3.500 reais. Cápsulas adicionais de bebida custarão entre 1,50 e 4,50 reais.

A Whirlpool passou quatro anos desenvolvendo o aparelho e a Ambev, unidade da AB InBev, está investindo mais de 100 milhões de reais para ter uma participação de 50 por cento na joint-venture.

(Por Brad Haynes)