Evans, do Fed, diz que alta de juros não é apropriada até início de 2016

quarta-feira, 20 de maio de 2015 07:47 BRT
 

MUNIQUE (Reuters) - A alta dos juros dos Estados Unidos provavelmente não é apropriada até o início de 2016, afirmou nesta quarta-feira o presidente do Federal Reserve de Chicago, Charles Evans.

Evans, que há tempos defende postergar a alta de juros para não minar a recuperação econômica, disse que o banco central norte-americano não deveria mover os juros até que haja mais confiança de que sua meta de inflação pode ser atingida em um ou dois anos.

"A inflação está baixa demais", disse Evans em Munique. "O Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto) deveria evitar elevar os juros até que haja maior confiança de que a inflação em um ou dois anos estará em nossa meta de 2 por cento".

"Provavelmente não será apropriado começar a elevar os juros até algum momento no início de 2016", disse Evans, que tem poder de voto no Fomc neste ano.

Evans já havia defendido que os juros deveriam começar a subir no início de 2016 em discurso em Estocolmo na segunda-feira, mas também disse que o Fed poderia considerar um aumento em junho se a economia estiver forte o suficiente.

Quase todos os seus pares, incluindo a chair do Fed, Janet Yellen, acreditam que uma alta de juros será apropriada em algum momento neste ano, embora o momento exato esteja em discussão.