Líder do PT no Senado trabalha para aprovar texto da MP 664 como veio da Câmara

quarta-feira, 20 de maio de 2015 19:37 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que trabalha para aprovar a MP 664 na próxima semana na Casa sem alterar o texto aprovado pelos deputados, que inclui a flexibilização do fator previdenciário.

Se for alterada pelos senadores, a MP terá de voltar para a Câmara para uma última análise em um prazo muito curto, já que perde a validade em junho.

Parte do conjunto de medidas editadas pelo governo para ajudar no ajuste fiscal, a MP 664 altera benefícios previdenciários como a pensão por morte.

Prevê, ainda, a partir da inclusão de polêmica emenda na Câmara dos Deputados, a flexibilização da incidência do fator previdenciário, algo que pode impactar nas contas da Previdência no longo prazo e que contraria a vontade do governo.

“No caso da 664, nós estamos tentando trabalhar a ideia de votarmos como ela veio lá da Câmara dos Deputados. E aí trabalhar, depois, com a presidenta (Dilma Rousseff), para manter como veio da Câmara mesmo, sem veto, mas aí é uma avaliação que ela vai fazer”, disse o líder.

Senadores analisam nesta quarta-feira a MP 665, que modifica a concessão de benefícios trabalhistas como o seguro-desemprego.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)