Câmara aprova criação de banco de desenvolvimento dos Brics

quinta-feira, 21 de maio de 2015 16:42 BRT
 

(Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira a criação de um banco de desenvolvimento dos Brics para financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável dos próprios membros do bloco e de outras economias emergentes, informou a Agência Câmara.

A nova instituição, chamada Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), foi acordada pelos integrantes do bloco - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - no ano passado, durante reunião de cúpula em Fortaleza.

O NBD será aberta a qualquer membro da Organização das Nações Unidas. Mas os sócios fundadores manterão poder de voto conjunto de pelo menos 55 por cento. Além disso, nenhum outro país individualmente terá o mesmo poder de voto de um membro dos Brics.

No total, o acordo autoriza o banco a operar com um capital de 100 bilhões de dólares. Esse valor pode ser alterado a cada cinco anos pelo Conselho de Governadores, órgão máximo da administração do NBD, formado por ministros dos países fundadores.

Com sede em Xangai, na China, e escritórios nos demais países, o banco terá capital inicial subscrito de 50 bilhões de dólares.