Indústria brasileira de cartões terá em 2015 desempenho mais fraco em pelo menos 8 anos

quinta-feira, 21 de maio de 2015 17:35 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - As compras de brasileiros com cartões de crédito e de débito terão em 2015 o menor crescimento em pelo menos oito anos, refletindo a economia do país, que após anos de fraca expansão, se encaminha para a pior recessão em de duas décadas.

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) previu nesta quinta-feira que o giro financeiro de compras pagas com esses instrumentos neste ano deve ser cerca de 10 por cento superior ao de 2014. A previsão anterior era de alta de 12 a 13 por cento.

Se o número se confirmar, será o crescimento mais fraco da série histórica da entidade, iniciada em 2008.

"A economia está fraca e é lógico que isso tem impacto na atividade do setor", disse a jornalistas o presidente da Abecs, Marcelo Noronha.

A previsão mais baixa veio após a Abecs informar que o movimento do setor no primeiro trimestre somou 246,6 bilhões de reais, alta de 10,6 por cento sobre mesma etapa de 2014.

Movimento do mercado brasileiro de cartões (Em R$ bilhões)

Ano Volume financeiro Crescimento anual   Continuação...