Draghi, do BCE, defende reformas e aponta perspectivas modestas para Europa

sexta-feira, 22 de maio de 2015 08:45 BRT
 

Por John O'Donnell e Axel Bugge

SINTRA, Portugal (Reuters) - O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, reiterou seu pedido nesta sexta-feira de que países da zona do euro reformem suas economias, alertando que o crescimento continuará modesto no futuro.

As condições fáceis de financiamento não devem interromper reformas, afirmou.

"Deve... ficar claro que o argumento de que política monetária expansionista constitui uma desculpa para que governos e parlamentos adiem seus esforços de reforma é errado", disse Draghi.

Draghi alertou os países de que a Europa ainda está diante de tempos difíceis no futuro, apesar do impulso que a impressão de dinheiro do BCE está fornecendo à economia.

"A perspectiva econômica para a zona do euro hoje é melhor do que foi por sete longos anos", disse ele, antes de apontar para altos níveis de dívidas em parte do bloco do euro e um nível alto de desemprego entrincheirados que, segundo ele, "assombra muitos países".

 
Presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, durante entrevista coletiva em Riga, em foto de arquivo.   24/03/2015  REUTERS/Ints Kalnins