Fed caminha para elevar juros conforme entraves a crescimento enfraquecem, diz Yellen

sexta-feira, 22 de maio de 2015 15:51 BRT
 

WASHINGTON/PROVIDENCE, EUA (Reuters) - A chair do Federal Reserve, Janet Yellen, afirmou nesta sexta-feira esperar que o banco central dos Estados Unidos eleve os juros neste ano, uma vez que a economia do país caminha para se recuperar da fraqueza no primeiro trimestre e conforme os entraves internos e externos começam a enfraquecer.

Yellen falou em meio a crescentes preocupações no Fed sobre uma possível volatilidade nos mercados quando o banco central começar a elevar os juros e um desejo de começar a convencer investidores céticos a aceitar o inevitável: dar fim a um período de cerca de seis anos de juros quase zerados.

Yellen, no texto preparado para discurso em Rhode Island, disse esperar que os indicadores econômicos fortaleçam e ressaltou que parte da fraqueza no início do ano pode se dever a "ruído estatístico".

Apesar de afirmar que a perspectiva para a economia é sempre altamente incerta e citar a inflação persistentemente baixa, Yellen afirmou que adiar o aperto monetário até que o emprego e a inflação atinjam as metas do banco central ameaçaria superaquecer a economia.

"Por esse motivo, se a economia continuar a melhorar como espero, acredito que será apropriado em algum momento neste ano dar o passo inicial para elevar a taxa de juros" e começar a normalizar a política monetária, disse Yellen em discurso.

Yellen repetiu avaliação que apresentou em março de que quando o Fed começar a elevar os juros o processo provavelmente será gradual. Ela também afirmou que o momento do aumento da taxa dependerá dos próximos indicadores econômicos.

"Não temos intenção de embarcar em uma trajetória predefinida de aumentos nos juros após a elevação inicial", disse ela no texto de seu discurso.

(Reportagem de Michael Flaherty e Jonathan Spicer)

 
Chair do Federal Reserve, Janet Yellen, em Washington  19/5/2015 REUTERS/Carlos Barria