Banco da Inglaterra confirma estudo sobre implicações de saída da UE

sábado, 23 de maio de 2015 09:21 BRT
 

Por William Schomberg

LONDRES (Reuters) - O Banco da Inglaterra planeja avaliar as implicações de uma possível saída britânica da União Europeia, disse em comunicado, confirmando um e-mail que enviou inadvertidamente a um jornal sobre o suposto projeto de pesquisa confidencial.

O jornal The Guardian noticiou que um assessor de uma autoridade sênior do banco disse no e-mail que o projeto deveria ser mantido em segredo da maior parte da equipe do Banco da Inglaterra e afirmou que quaisquer jornalistas com perguntas sobre o tema deveriam ser informados de que o banco estava avaliando uma ampla variedade de assuntos econômicos europeus.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, reeleito em 7 de maio, prometeu dar nova forma aos laços da Grã-Bretanha com a União Europeia antes de realizar um referendo sobre sua participação no bloco até o fim de 2017.

Em um comunicado na noite de sexta-feira, o banco confirmou sua intenção de lançar a avaliação.

"Não deve ser uma surpresa de que o banco está realizando tal trabalho sobre uma política apresentada pelo governo", disse em publicação em seu site.

"Há uma variedade de assuntos econômicos e financeiros que emergem no contexto da renegociação e do referendo nacional. É uma das responsabilidades do banco avaliar as que se relacionam a seus objetivos".