AstraZeneca sofre revés após droga ser ligada a pensamentos suicidas

terça-feira, 26 de maio de 2015 09:44 BRT
 

LONDRES (Reuters) - As esperanças da AstraZeneca de ultrapassar os 45 bilhões de dólares em receita até 2023 sofreram um revés com um problema em uma droga experimental para psoríase que a farmacêutica via como um produto com potencial de vendas nos bilhões de dólares.

A Amgen, sua parceira no projeto, anunciou no fim da sexta-feira que estava encerrando uma colaboração para desenvolver o brodalumab depois que foram notados pensamentos suicidas em pacientes que tomavam o medicamento.

As ações da companhia tinham queda de 1 por cento, às 9h20 (horário de Brasília), após a divulgação das notícias e um feriado prolongado na Grã-Bretanha.

O analista do Deutsche Bank Richard Parkes disse que o revés é uma surpresa e que encerrar o desenvolvimento da droga terá um impacto de cerca de 2 por cento nas médias das previsões de longo prazo de resultados da AstraZeneca.

Apesar de o grupo britânico dizer que ainda está considerando se descartará o produto ou continuará sozinho, as perspectivas para o medicamento agora parecem bastante manchadas com a Amgen declarando que preocupações sobre segurança provavelmente vão resultar em uso restrito.

(Por Ben Hirschler)