Mesmo bloqueado na China, Twitter busca empresas chinesas para anunciar

terça-feira, 26 de maio de 2015 10:29 BRT
 

XANGAI (Reuters) - Apesar de ser bloqueado na China, o Twitter (TWTR.N: Cotações) está cortejando companhias chinesas para comprarem espaço publicitário em seu serviço usado por mais de 300 milhões de pessoas em outros países do mundo.

Nesta semana, a popular plataforma de microblog fez apresentações para possíveis clientes chineses em Xangai às margens da primeira Consumer Electronics Show Asia.

"Não é coincidência estarmos aqui agora", disse à Reuters nesta terça-feira o diretor de vendas para mercados emergentes do Twitter, Peter Greenberger.

"Esse parece ser um momento no qual empresas chinesas realmente sentem a necessidade de se tornarem globais e, de fato, até existe um mandato do governo dizendo 'tornem-se globais', o que é animador".

O Twitter obteve 436 milhões de dólares em receita no primeiro trimestre de anunciantes que pagaram para injetar suas propagandas, conhecidas como "tuítes promovidos", nas linhas do tempo de usuários do Twitter. A companhia tem 302 milhões de usuários no mundo todo.

(Por Sue-Lin Wong)

 
Logo do Twitter no prédio da empresa em San Francisco. 28/04/2015 REUTERS/Robert Galbraith