Dólar fecha na máxima em quase dois meses por apreensão com ajuste fiscal e Fed

terça-feira, 26 de maio de 2015 17:06 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou esta terça-feira no maior nível ante o real desde o início de abril, pressionado pelo quadro externo de preocupações com a Grécia e com a possibilidade de alta dos juros nos Estados Unidos e pelas incertezas internas sobre o futuro do ajuste fiscal no Brasil.

A moeda norte-americana subiu 1,68 por cento, a 3,1500 reais na venda, maior patamar desde 1º de abril de 2015, quando foi a 3,1725 reais na venda. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,7 bilhão dólares.

(Por Bruno Federowski)