Libra, no pré-sal, terá perfuração de 2 novos poços este ano, diz PPSA

quarta-feira, 27 de maio de 2015 12:24 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A área de Libra, uma das principais reservas de petróleo já descobertas no pré-sal brasileiro, deve ter ao menos dois novos poços exploratórios perfurados neste ano pelo consórcio que detém os direitos de exploração, disse nesta quarta-feira o presidente da estatal Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), Oswaldo Pedrosa.

Dois poços já haviam sido iniciados no ano passado pelo consórcio liderado pela Petrobras, disse o presidente da empresa estatal que representa o governo na gestão das áreas exploradas sob o modelo de partilha da produção.

"Os membros do consórcio de Libra estão mantendo investimentos, o projeto está em curso", afirmou Pedrosa a jornalistas durante evento no Rio, explicando que mesmo o momento de baixa nos preços do petróleo não impediu a realização de planos traçados.

O certame de Libra foi vencido pelo consórcio liderado pela Petrobras, com 40 por cento de participação. Também integram o grupo a francesa Total, com 20 por cento, a anglo-holandesa Shell (20 por cento) e as chinesas CNOOC e China National Petroleum Corp (CNPC), cada uma com 10 por cento.

"É uma área de extrema competitividade", frisou.

Pedrosa explicou que há duas sondas em operação na área e outros poços, além dos dois previstos, podem ser realizados caso haja disponibilidade das sondas.

A Petrobras prevê para o próximo ano a entrada em operação de uma plataforma na área de Libra para a realização de um Teste de Longa Duração (TLD).

O leilão da área de Libra, o primeiro do pré-sal, arrecadou 15 bilhões de reais em bônus de assinatura.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estima que Libra contenha de 8 bilhões a 12 bilhões de barris recuperáveis, sendo uma das maiores reservas do Brasil.   Continuação...