Bovespa recua 2,25% com bancos e fecha maio com pior desempenho mensal desde janeiro

sexta-feira, 29 de maio de 2015 18:30 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa brasileira caiu mais de 2 por cento nesta sexta-feira, seguindo o exterior e pressionada pela queda de bancos, sem que o resultado melhor que o esperado do PIB brasileiro no primeiro trimestre animasse os investidores.

O Ibovespa recuou 2,25 por cento, a 52.760 pontos, e fechou maio com queda acumulada de 6,17 por cento, no pior desempenho mensal desde janeiro. O giro financeiro do pregão somou 9,9 bilhões de reais, inflado por mudança na carteira do índice MSCI Brazil, que passou a vigorar após o fechamento.

As bolsas norte-americanas recuaram, após a economia dos Estados Unidos contrair no primeiro trimestre, e as europeias fecharam no vermelho, com sinais conflitantes sobre as negociações relativas à dívida da Grécia.

Apesar de a economia brasileira ter apresentado um desempenho melhor do que o esperado no primeiro trimestre, com recuo de 0,2 por cento ante estimativa de contração de 0,5 por cento, o mercado não se animou, já que o resultado ainda indicou atividade econômica fraca.

Investidores digeriram ainda o impacto de decisões da véspera do Conselho Monetário Nacional (CMN) sobre os bancos, que exerceram a maior pressão negativa sobre o Ibovespa na sessão.

DESTAQUES

  Continuação...