Tsipras nega intransigência grega e insta líderes europeus a chegarem a acordo

domingo, 31 de maio de 2015 14:52 BRT
 

PARIS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, disse que a Grécia não deve ser culpada por ainda não ter chegado a um acordo com seus credores e apelou a outros líderes europeus para ignorar as negociações técnicas e chegar a uma solução política.

Atenas e os seus credores continuam negociando um acordo para liberação de recursos em troca de reformas, mas provavelmente vão perder o prazo auto-imposto para chegar a um acordo no domingo para desbloquear recursos, disseram fontes próximas às negociações.

"Se nós não chegarmos a um acordo com os nossos parceiros, não é por causa da nossa intransigência ou posições incompreensíveis do lado grego", disse Tsipras em uma coluna publicada no site do jornal francês Le Monde, no domingo.

"É um pouco por causa da obsessão de alguns representantes institucionais que insistem em soluções não razoáveis e estão sendo indiferentes ao resultado democrático das eleições gregas recentes", escreveu ele, acrescentando instituições europeias e internacionais estavam prontas para serem flexíveis.

Ele disse que o governo grego está pronto para fazer concessões, por exemplo sobre as privatizações, apesar da oposição ideológica de seu partido.

(Por Michael Rose)